: . inicial . :
Untitled Document

..voltar..

 
 
Fraturas

Introdução
Como As Fraturas Ocorrem
Tipos de Fraturas
Tratando sua Fratura
Tipos de Tratamento
Imobilização em gesso
Tala Funcional
Tração
Redução Aberta e Fixação Interna
Fixação Externa
Prevenção de Fraturas Ósseas

"Graças a Deus é somente uma fratura, eu pensei que pudesse estar quebrado. " As pessoas geralmente pensam que fratura é algo menos severo que um osso quebrado, mas fraturas são, na realidade, ossos quebrados.

Para entender porque os ossos quebram é importante saber o que eles fazem e de que são feitos. Os ossos do esqueleto humano sustentam e protegem as partes macias (chamadas partes moles) do corpo humano. Eles crescem rapidamente durante os primeiros anos de vida e regeneram-se quando são quebrados.

Os ossos possuem um centro que é chamado de medula, a qual é mais macia do que a parte externa. A medula óssea possui células que se transformam em glóbulos vermelhos que carregam oxigênio para todo o corpo e em glóbulos brancos que ajudam a combater as doenças. Os ossos também contêm os minerais cálcio e fósforo. Esses minerais são combinados de forma cristalizada em uma estrutura com padrão de tiras em diagonal. Por causa de sua estrutura única os ossos podem suportar grandes pesos.

Início

 Como As Fraturas Ocorrem

 Os ossos são rígidos mas se curvam quando uma força externa lhes é aplicada. Quando essa força pára de ser aplicada, o osso retorna ao seu estado original. Por exemplo, se você cair para frente e apoiar-se com a sua mão aberta, os ossos e os tecidos conectivos de seu pulso sofrerão um impacto quando você atingir o solo. Os ossos da mão, pulso e braço podem geralmente absorver esse choque curvando-se levemente e, logo após, voltando para a sua forma original. Se a força for muito intensa, entretanto, os ossos poderão quebrar-se da mesma forma que uma régua de plástico se quebra após ter sido dobrada demais.

Início

 Tipos de Fraturas

 A severidade de uma fratura geralmente depende da força que a causou. Se o osso tiver sido envergado levemente, pode rachar ao invés de quebrar inteiramente. Se a força for muito intensa, como em um acidente de carro ou um tiro, o osso pode despedaçar-se. Se o osso quebrar de tal forma que algum fragmento do osso seja exposto ou se um ferimento penetrar até o osso, a fratura é chamada de Fratura Exposta. Esse tipo de fratura é particularmente muito séria, pois uma vez que a pele é rompida pode haver infecção no osso e no ferimento.

Início

 Tratando sua Fratura

 Porque as fraturas doem e tornam difícil, se não impossível o uso da parte do corpo lesada, a maioria das pessoas chamam um médico ou procuram cuidados médicos imediatamente. Entretanto, em alguns casos, os indivíduos podem tanto andar com um osso da perna ou do pé fraturado, como usar um braço fraturado. Só porque você pode usar o seu pé ou mão, isso não significa que você não tenha uma fratura. Se você achar que um osso possa estar quebrado, deve procurar por cuidados médicos imediatamente. Um exame médico e raios-X são geralmente necessários para se ter certeza e para assegurar tratamento apropriado.

É muito importante controlar os movimentos de um osso quebrado. Mover um osso quebrado ou deslocado pode causar danos extras a regiões vizinhas do próprio osso. Existem vasos sangüíneos, nervos e outros tecidos que rodeiam os ossos e que podem ser danificados nestes casos. No caso de uma fratura exposta, essa deve ser coberta por um pano limpo ou bandagem até o atendimento ou tratamento médico.

Na sala de emergência, clínica ou consultório, o médico geralmente coloca uma tala para prevenir maiores danos, diminuir a dor e ajudar a parar qualquer sangramento. É, geralmente recomendado ao paciente que eleve a região lesada pois a elevação ajuda a reduzir o sangramento e inchaço (edema).

Raios-X ajudam o médico a determinar se existe uma fratura e, se existir, de qual o tipo ela é. Se houver uma fratura o doutor irá reduzí-la através da recolocação das partes quebradas em suas posições originais. "Redução" é o termo técnico para esse processo.

 Todas as formas de tratamento de fraturas seguem uma regra básica: os pedaços quebrados devem ser colocados de volta aos seus lugares e imobilizados até que estejam curados. Os ossos quebrados curam consolidando-se através da formação de novo osso nas bordas desses ossos quebrados (calo ósseo). O método específico de tratamento depende:

da severidade da fratura

se a é fratura exposta ou não

do osso envolvido - um osso quebrado na coluna (vértebra) é tratado de forma diferente do que um osso da perna quebrado ou de uma costela quebrada

Início

 Tipos de Tratamento

 Os tratamentos a seguir são utilizados em vários tipos de fraturas.

 Imobilização em gesso - O uso de gesso e/ou fibra de vidro são os tipos mais comuns de tratamento de fraturas. Isso ocorre porque a maioria dos ossos quebrados podem consolidar com sucesso uma vez que as pontas ósseas sejam reposicionadas e imobilizadas enquanto cicatrizam.

Tala Funcional - A tala funcional permite movimentos limitados ou controlados próximos às juntas. Esse tratamento é desejável para algumas, mas não para todas as fraturas.

 Tração - A tração é geralmente utilizada para alinhar os ossos através de uma ação cuidadosa e firme de puxar o osso. A força de puxada do osso pode ser transmitida ao osso através de Fitas de Pele ou Pinos de Metal que atravessam o osso. A tração pode ser usada como um tratamento preliminar, ou seja, antes de outras formas de tratamento.

Redução Aberta e Fixação Interna - Nesse tipo de tratamento o ortopedista deve fazer uma cirurgia no osso afetado. Durante essa operação os fragmentos ósseos são primeiramente reposicionados (reduzidos) em seu alinhamento normal e, só então fixados junto com parafusos especiais ou através da colocação de placas de metal na superfície externa dos ossos. Os fragmentos também podem ser mantidos unidos através da inserção de uma haste no espaço medular dentro do osso. Esses métodos de tratamento podem reposicionar os fragmentos da fratura perfeitamente. Por causa dos riscos de uma cirurgia e de possíveis complicações como a infecção, essa técnica é utilizada somente quando o cirurgião ortopedista considera tal tratamento necessário para a restauração dos ossos quebrados às suas funções normais.

 Fixação Externa - Nesse tipo de tratamento, pinos e parafusos são colocados de fora para dentro do osso quebrado acima e abaixo da área de fratura. Então, o cirurgião ortopédico pode reposicionar os fragmentos ósseos. Os pinos ou parafusos são conectados a uma ou mais barras de metal por fora da pele. Essa estrutura forma um mecanismo de estabilização que segura os ossos na posição correta para que eles possam consolidar-se. Após um período de tempo específico, a estrutura externa e os pinos são retirados.

Cada um desses métodos de tratamento pode resultar em um osso completamente curado, bem alinhado e com um ótimo funcionamento. Lembre-se que o método de tratamento depende do tipo, do local, da seriedade da fratura, das condições e necessidades dos pacientes e também do julgamento do ortopedista e do paciente.

O tratamento bem sucedido de uma fratura depende muito da cooperação do paciente. Um gesso ou uma estrutura de fixação pode ser inconveniente e incomodar, mas sem isso o osso não pode consolidar perfeitamente e o resultado pode vir a ser uma articulação ou um osso dolorido ou mal-funcionante. Exercícios durante e após a consolidação dos óssos quebrados são essenciais para ajudar na restauração da força dos músculos, movimentos da articulação e flexibilidade.

Ajude o seu osso quebrado a curar-se apropriadamente seguindo os conselhos de seu ortopedista.

Início

PREVENÇÃO DE FRATURAS ÓSSEAS

Mesmo que ossos saudáveis sejam fortes, qualquer osso irá quebrar se a força que for aplicada a ele for forte o bastante. Os ossos que são enfraquecidos por doenças ou por pouco uso podem quebrar mais facilmente do que ossos saudáveis. Para desenvolver e manter ossos saudáveis, um indivíduo precisa de quantidades adequadas de cálcio e de exercícios apropriados.

Por causa da forma que os ossos são feitos, o cálcio é muito importante para o crescimento, desenvolvimento e manutenção dos ossos fortes. Quantidades adequadas de cálcio são necessárias à medida que uma criança cresce (e da mesma forma para adultos) . Mulheres, em particular, devem ter uma quantidade de cálcio suficiente em sua alimentação. O hormônio feminino estrogênio regula o uso de cálcio no corpo de uma mulher. Seguindo-se à menopausa, quando as mulheres produzem muito pouco estrogênio, a regulagem de cálcio é mais difícil. Então, é muito importante que as mulheres façam com que seus ossos sejam fortes o bastante antes da menopausa através de exercícios de peso e níveis adequados de cálcio em suas dietas. Em algumas mulheres, após a menopausa, os ossos são fraturados mais facilmente porque eles foram enfraquecidos pela falta de cálcio.

Por causa da maneira com que os ossos são formados, eles também se fortalecem com exercícios regulares, mas não em excesso. Se uma pessoa é ativa os ossos irão se tornar mais fortes e densos. Os ossos de uma pessoa inativa são, freqüentemente, mais fracos e podem sofrer fraturas mais facilmente do que os ossos de uma pessoa ativa. Por esta razão, pessoas mais velhas devem manter-se fisicamente ativas.

Uma dieta apropriada e exercícios, juntamente com um entendimento sobre como os óssos são formados, de que são feitos e como quebram, pode ajudar na prevenção de fraturas.

Se você quebrar um osso, procure tratamento médico e lembre-se - SIGA OS CONSELHOS DO SEU ORTOPEDISTA.

. . Leia outros artigos . .